domingo, 2 de setembro de 2012

Como funciona o alicate Volt-Amperímetro


 Os Alicates Volt-Amperímetro são instrumentos que possibilitam a medição de corrente contínua (CC) e alternada (CA) por meio de “garras” que envolvem o condutor sem a necessidade de interromper ou desligar a energia do circuito elétrico. Esses instrumentos são muito utilizados nas atividades executadas no Sistema Elétrico de Potencia - SEP.
Na medição da corrente elétrica utilizam-se as “garras” existentes no instrumento de modo “abraçar” o condutor. As garras funcionam como núcleo de um transformador de corrente em que o primário é o condutor abraçado e o secundário é uma bobina enrolada, localizada dentro do alicate Volt-Amperímetro.
Para medir tensão, esse instrumento possui dois terminais nos quais são conectados os fios, que serão colocados em contato com o local a ser medido.
O medidor de Corrente e de Tensão, tipo “alicate”, possui escalas para medir a Corrente e a Tensão, ajustado através de uma chave seletora (corrente ou tensão), antes de efetuar a medição.
Caso o profissional não tenha a uma idéia do valor da corrente ou da tensão a ser medida, ela deverá selecionar no aparelho a maior escala de corrente ou tensão e ir diminuindo a escala para que seja efetuada a medição corretamente. Lembramos ainda, que para medir a corrente elétrica o condutor abraçado deve ficar mais centralizado possível dentro do gancho formado pelas “garras”.

2 comentários:

sergio silva disse...

ainda não entendi ,a ca induz corrente no segundario do alicate amperimetro ,certo? mas a coreente continua so cria um campo magnético estátic0,sem variação ,e sem imdução , ai concluo que o referido instrumento tenha um outro sensor de campo magnéto e não um secundario ,.
gostaria de sab er como é o elemento ou acessório que faz a leitura da cc.

Rafael Bega disse...

Olá Sergio Silva, realmente em corrente contínua não ocorre indução de corrente elétrica, neste caso, o dispositivo utiliza-se do efeito HALL, onde um campo magnético perpendicular ao fluxo de corrente gera uma força sobre os elétrons livres, estes por sua vez, migram para extremidade do condutor, criando uma diferença de potencial na seção do condutor, chamado de potencial de HALL, e por esta DDP, é possível mensurar proporcionalmente a corrente que passa.