domingo, 19 de janeiro de 2014

O professor Cide, explica como trabalhar com segurança em eletricidade.



Todas as pessoas que forem trabalhar com eletricidade necessitam de conhecimentos técnicos específicos e de segurança, pois somente profissionais treinados e autorizados podem realizar trabalhos desse tipo. Os trabalhadores devem ser instruídos sobre procedimentos de segurança, aterramentos temporários, bloqueios das fontes de energia, equipamentos de testes, ferramentas e EPI / EPC.

É importante saber que ao trabalhar com eletricidade, o trabalhador está exposto a riscos. Esses riscos podem provocar acidentes como, choque elétrico, explosão elétrica e queimaduras por eletricidade, que podem gerar graves lesões ou levar a morte.

Portanto, existem práticas seguras que devem ser seguidas para que não aconteçam acidentes, tais como:


  • Materiais condutivos precisam ser manuseados de forma a resguardá-los de contato com o circuito energizado ou parte do próprio circuito. Portanto, quando for trabalhar remova todos os artigos condutores (adornos), por exemplo: anéis, pulseiras, correntes, colares, tornozeleiras, correntes de chaveiros, braceletes, relógio, etc.;
  • Observar os riscos, como também os controles desses riscos. Este procedimento deve ser executado de maneira criteriosa, durante o preenchimento da APR – Analise Preliminar de Riscos;
  • Sinalizar a área de trabalho;
  • Desenergizar todas as fontes de energia, desconectando os controles de circuitos tais como: chaves facas, chaves fusíveis, disjuntores, barramentos, religadores, seccionalizadores, entre outros;
  • Utilizar o aterramento temporário nas redes de distribuição, tanto na montante como na jusante e nas derivações, de modo que os eletricistas isolem o trecho que irão trabalhar contra descarga elétrica acidental;
  • É importante também que todos os trabalhadores que atuam em áreas onde há potencial de queda, precisam usar EPI apropriado ao trabalho a ser executado, tais como: linha da vida, trava queda, talabarte e cinturão paraquedista;
  • Não use seu EPI quando houver: buracos, rasgos, bolhas, manchas por ação de químicos, furo ou corte, rachaduras, sinais de queimaduras, afinamento das superfícies, trincas ou descosturas, qualquer mudança de textura, com objeto estranho dentro e qualquer defeito ou dano que possa danificar suas propriedades isolantes.


Resumindo. Antes de começar a trabalhar, conheça os perigos da eletricidade! Conheça o equipamento que for utilizar, utilize as práticas de segurança e não trabalhe nas redes elétricas sem conhecimentos e permissão!

Nenhum comentário: